Catar extingue exigência de autorização prévia para exportação de carnes e ovos ao país
17 de Janeiro de 2018

            O Ministério das Relações Exteriores do Catar comunicou oficialmente à Embaixada brasileira no país a extinção da exigência de licença prévia de importação para produtos de origem animal que já estejam certificados por Associações Halal. Os principais produtos beneficiados pela medida são carnes bovinas e aviárias, congeladas ou refrigeradas, e ovos que não tenham sido submetidos a nenhum tratamento térmico.

 

            A decisão das autoridades locais compreendeu, ainda, atualização da lista de países e produtos em relação aos quais são proibidas as importações no Catar por razões sanitárias e fitossanitárias, que substituirá a exigência de autorização prévia. O documento com a referida relação pode ser encontrado no sítio do Ministério da Saúde local:

 

https://www.moph.gov.qa/health-services/Documents/a4.1.2018.pdf

 

            Em 2017, as exportações do Brasil ao Catar somaram US$ 420 milhões, ao passo que as importações totalizaram US$ 445 milhões. Carnes bovinas congeladas ou refrigeradas (US$ 4,5 milhões) e frangos congelados ou refrigerados (US$ 125,2 milhões) representaram 31% do total exportado. O Brasil é o principal fornecedor de carnes aviárias (57% do total) e o 4º maior exportador de carnes bovinas (10% do total), congeladas ou refrigeradas, ao Catar. Não foram registradas, no último ano, exportações de ovos do Brasil àquele país.

Divisão de Programas de Promoção Comercial (DPG)